Capa do álbum – The All

Artista – Smif N Wessun
Disco – The A.L.L
Gravadora/selo – Duck Down Music
Produção – 9th Wonder e The Soul Council




(leia a entrevista)


Tek e G.Steele nos muros


Fazia quase 8 anos que eles não lançavam um álbum, o último foi no primeiro semestre de 2011 (Monumental, produzido pelo Pete Rock), depois fizeram um EP em 2013 (Born and Raised, produzido por  Beatnick & K-Salaam). Tenho acompanhando esse “retorno” deles desde a participação em uma edição do Tiny Desk Concert (assista aqui), onde apresentaram uma música inédita e também a participação com Masta Ace e Marco Polo (ouça e assista). Isso ainda foi em 2018, logo após eles começaram a lançar vídeos das músicas novas e ai lançaram, em fevereiro desse ano, o álbum “The All”.

Conheça um pouco sobre o time The Soul Council

O disco é bom, Rap de raíz, com a cara deles, a produção ficou por conta do 9th Wonder e The Soul Council, que fizeram um trabalho excelente! 9th Wonder é gênio! Não é um disco que você ouve e consegue identificar quem produziu, tem algumas coisas que são bem o estilo do 9th Wonder, principalmente alguns samples e frases que é possível identificar, mas mesmo assim é preciso ouvir várias vezes, pois ele é mestre em “mascarar” os samples. Ele e a sua turma de beat makers e músicos conseguiram captar exatamente o que é o Smif-N-Wessun e o que eles precisavam pra concretizar o disco.

The All em CD e vinil

As participações do disco, mesmo com nomes de peso do Rap, não foram colaborações que roubaram a cena, acho que as escolhas foram tão bem feitas, que ficou muito natural, como se os convidados fizessem parte do grupo, estão no disco Rick Ross, Rapsody e Raekwon.





Já as participações menos conhecidas, que foram mais nos refrões, acho que foram o diferencial, deu um equilíbrio para o “peso” já tradicional do grupo e ai tenho que insistir, 9th Wonder é gênio!

Fizeram esse diferencial Musiq Soulchild, na faixa “Ocean Drive”, a mesma que a Rapsody participa, Heather Victoria na faixa “Dreamland” com Raekwon, ela também participou da faixa “We good” juntamente com GQ. “Letter for you”, uma carta para as mães e uma das melhores faixas do disco, de acordo com G. Steele, tem a participação fodástica no refrão da SmittytheCAINSMITH.

Esse é o Testemunho, que virou vídeo

Se você vai ouvir o disco e tem um som de boa qualidade, seja fone, no carro ou em casa, você vai sentir o peso dos graves! Repito! 9th Wonder é gênio! Talvez o respeito e a consideração que ele tem por toda banca da B.C.C (Boot Camp Clik) tenha contribuído muito para o resultado do disco. Ele mesmo publicou no Instagram que eles foram um dos primeiros a valorizarem o trabalho dele lá atrás, quando ele ainda vendia beats por 50 dólares! Outra coisa que também ajudou, acho que é a vibe que a dupla Tek e Steele estão atualmente, no disco fica nítida a positividade e religiosidade que eles querem transmitir.

Mais uma música do disco com vídeo


O título do disco já é baseado na religiosidade, não só no Islamismo, que eles dizem praticar, mas na doutrina dos 5% (Five Percenter). Na entrevista que fiz com Steele, perguntei sobre Sean Price, que faleceu em agosto de 2015, se talvez ele estivesse no disco, ele respondeu que certamente que sim e teria participado justamente da faixa que dá nome ao disco.

Tek, G.Steele e Sean P.


Vale a pena ter o disco na sua lista das tais “plataformas digitais” ou em qualquer outra midia, eu como sou antigo, mas nem tanto, continuo gravando no HD, no cartão de memória, mesmo porque na falta do vinil original, a tecnologia nos permite escutar em outro tipo de vinil…

Espero que os DJs prestem atenção nesse disco, tem muitas faixas que dá pra tocar fácil em festas de Rap, a “We good” e “Ocean Drive” são duas candidatas fortíssimas, fica a dica.

Lembrando, 9th Wonder é gênio!

(LEIA A ENTREVISTA)

Ouça o disco onde preferir



Anúncios